Premium

Octogenário inventa crime para esconder paixão gay

Octogenário inventa crime para esconder paixão gay

Deu 60 mil euros a homem para o conquistar e depois acusou-o de extorsão. "Amante" libertado após confissão em julgamento esteve preso nove meses.

Por vergonha e ao ver-se obrigado a assumir a sua homossexualidade, um homem de 81 anos inventou um crime de extorsão e culpou um homem que contratara às escondidas da família e pelo qual se apaixonara. Por causa da denúncia, o amante, ao qual entregara 60 mil euros, esteve preso preventivamente durante nove meses. Só no julgamento, na semana passada, no tribunal de Beja, o octogenário teve coragem para contar a verdade e o arguido foi de imediato libertado.

Quando a família deu conta de que o idoso, de Aljustrel, tinha gasto 60 395 euros, entre março de 2017 e fevereiro de 2019, confrontou-o e ele optou por mentir. Assumiu que, desde que se reformara, passara a gostar de homens e que os contratava através de anúncios de jornal para encontros em Lisboa. Mas sobre o dinheiro culpou o arguido, de 44 anos, de Alenquer. Disse que este o tinha "ameaçado de que iria contar à família" o seu "segredo", exigindo dinheiro para não o fazer. Por vergonha, foi pagando.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG