Exclusivo

Onda de assaltos em Guimarães: "Não vale a pena falar com a Polícia, é uma perda de tempo"

Onda de assaltos em Guimarães: "Não vale a pena falar com a Polícia, é uma perda de tempo"

Onda de assaltos varre Centro Histórico de Guimarães. Usam uma chave de fendas para arrombar portas de estabelecimentos, à procura, sobretudo, de dinheiro. Há comerciantes que já não apresentam queixa. Mas a PSP diz que já identificou um suspeito.

O Centro Histórico de Guimarães tem sido alvo de uma onda de pequenos furtos. Só ontem de madrugada, entre as 4.00 e as 5.00 horas, houve pelo menos quatro assaltos em estabelecimentos comerciais, com recurso à mesma técnica de arrombamento, usando uma chave de fendas.

Na "Casa Carlos", uma retrosaria, o assaltante solitário entrou pela porta da frente, sem máscara e sem capuz, indiferente às câmaras de videovigilância, e dirigiu-se para o balcão, supostamente à procura de dinheiro. As câmaras filmaram a entrada pelas 4.50 horas. "Levou uma quantia a rondar os 50 euros, que tínhamos em moedas para fazer os trocos", conta Patrícia. A "Casa Carlos" é uma loja histórica, com 70 anos de atividade, primeiro na rua de Santo António, de onde saiu recentemente, devido ao aumento do preço da renda. A funcionária não se lembra de outro assalto a esta loja.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG