Crime

Operação Zeus da PSP detém 15 pessoas e faz dez arguidos

Operação Zeus da PSP detém 15 pessoas e faz dez arguidos

A PSP anunciou esta quarta-feira que, além dos 15 detidos na terça-feira na operação policial Zeus, no âmbito de uma investigação a tráfico de drogas, de armas proibidas e associação criminosa, foram ainda constituídas arguidas mais dez pessoas.

Em conferência de imprensa, o subintendente Henrique Figueiredo, adjunto da Divisão de Investigação Criminal explicou que foram detidas 15 pessoas (10 homens e cinco mulheres) com idades entre os 24 e os 71 anos, tendo sido constituídas arguidas mais 10 pessoas com interesse para a investigação.

De acordo com o responsável, a operação que decorreu na terça-feira é o resultado de uma investigação iniciada há cerca de um ano a tráfico de drogas, de armas proibidas e associação criminosa.

Na terça-feira foi dado cumprimento a "23 mandados de busca e apreensão em viaturas e 44 mandados de busca domiciliária, 36 na zona de Tomar e os restantes pelo país", avançou o responsável, clarificando que sete pessoas foram detidas em cumprimento de mandado de detenção, sete em flagrante delito por posse de arma proibida e um em flagrante delito por posse de estupefaciente.

De acordo com Henrique Figueiredo, na investigação "não foi possível determinar quando o grupo começou a operar", salientado que a zona de maior incidência onde operavam era no Centro, mais especificamente em Tomar, mas também no Entroncamento e Torres Novas, embora tivesse atividade em todo o território nacional.

Foi por esta razão que as buscas tiveram também lugar em Bragança, passando pelo Alentejo, Castelo Branco e Portalegre, referiu o responsável, salientando que o grupo tinha uma grande "dispersão territorial".

Pelas quantidades de droga apreendidas, as autoridades consideram tratar-se de "pessoas que se dedicavam, aparentemente à venda ao consumidor", dado não terem sido apreendidas "quantidades significativas", referindo, igualmente, que a investigação não terminou.

PUB

Entre o grupo existem "algumas relações familiares", indicou Henrique Figueiredo, acrescentando que alguns elementos do grupo tinham ocupação profissional, enquanto outros não.

Entre a droga apreendida estão cerca de 200 gramas de cocaína, 25 gramas de heroína, 38 gramas de liamba e 64 plantas de canábis, além de duas balanças de precisão.

Foram apreendidas, igualmente, um total de sete espingardas, uma carabina, cinco pistolas, uma arma de fogo dissimulada (uma caneta transformada para arma de pequeno calibre), uma arma branca dissimulada (uma bengala) e diversos documentos relacionados com as armas apreendidas.

O resultado da operação culminou também com a apreensão de 450 cartuchos de espingarda calibre 12 mm, 272 munições de calibre 765 mm e 635 mm e 25 telemóveis, além de 6.800 euros e 16 peças em ouro.

Os detidos vão começar hoje a ser ouvidos por um Juiz de Instrução no Campus de Justiça, em Lisboa, para saber as medidas de coação.

A operação "Zeus", cuja investigação esteve sob a tutela do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), está relacionada com "um grupo criminoso e violento que operava em várias zonas do território nacional, constituído por um elevado número de suspeitos".

As buscas foram realizadas pelo Comando Metropolitano de Lisboa, com a colaboração de efetivos dos comandos distritais da PSP, da Unidade Especial de Polícia e da Guarda Nacional Republicana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG