Justiça

Os 28 dias da fuga de "Piloto"

Os 28 dias da fuga de "Piloto"

Os 28 dias de fuga de Pedro Dias, alegado homicida de Aguiar da Beira

11 de outubro

07:25 -- O alerta é dado às 07:25. A primeira notícia indica que um agente da GNR foi morto e outro ficou ferido com gravidade no que a GNR da Guarda qualificou de tentativa de assalto. A patrulha foi chamada devido a um alerta de assalto em Aguiar da Beira.

11:00 - Um casal é encontrado em paragem cardiorrespiratória em Aguiar da Beira, na Quinta dos Cepos. Segundo a polícia, o casal apresentava ferimentos de bala e o suspeito fugiu na viatura destes.

12:00 -- É confirmada a morte do homem encontrado em paragem cardiorrespiratória.

13:00 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, expressa "profunda consternação" pela morte de um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR) em Aguiar da Beira e pelo ferimento grave de outro.

A GNR e a PJ concentram todos os esforços para tentar capturar o suspeito que terá matado um militar e ferido outro, em Aguiar da Beira, tendo também sido alertadas as autoridades espanholas.

18:30 - Os moradores de Póvoa das Leiras e Candal, no concelho de S. Pedro do Sul, são aconselhados a permanecer em casa. O alerta é feito pelo presidente da Junta, José Carlos Almeida. Em redor destas duas aldeias decorrem buscas para encontrar pelo menos um dos suspeitos de ter matado um militar da GNR em Aguiar da Beira.

A GNR apela aos residentes de Candal, Póvoa das Leiras e Coelheira, em S. Pedro do Sul, para se manterem nas residências, sobretudo à noite, enquanto decorrem buscas.

12 de outubro

Manhã - A GNR informa os residentes de três localidades de S. Pedro do Sul onde decorrem buscas para encontrar o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira que podem retomar a sua atividade normal. O suspeito é identificado como Pedro Dias e a sua foto é publicada em vários jornais.

A GNR acredita de que o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira consiga sobreviver durante "alguns dias" na zona de Candal, em S. Pedro do Sul, onde estão concentradas as buscas.

À noite, a GNR cessa as buscas em São Pedro do Sul e Arouca para encontrar o suspeito dos crimes de Aguiar de Beira.

13 de outubro

A Polícia Judiciária faz inesvigações na casa dos pais do suspeito, no centro de Arouca, tendo apreendido alguns documentos. As buscas decorreram noutros locais na região, nomeadamente na quinta do presumível homicida, na Várzea, e em casas de familiares e amigos onde ele pudesse estar escondido.

14 de outubro

O militar da GNR baleado em Aguiar da Beira teve alta médica, segundo Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

15 de Outubro

A GNR monta dispositivo na região de Arouca, distrito de Aveiro, e lança alerta na região norte, para localizar a viatura onde poderá viajar o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira. À noite, a viatura é avistada em Vila Real.

16 de outubro

O médico de família do suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, Vitor Brandão, apela a Pedro Dias para se entregar "o mais depressa possível".

17 de outubro

A viatura alegadamente roubada pelo suspeito dos crimes de Aguiar da Beira é encontrado, pela tarde, na aldeia de Carro Queimado, concelho de Vila Real, aldeia onde decorrem buscas pela polícia. A GNR mantém buscas em Vila Real.

18 de outubro

A guarda prossegue as buscas na zona de Vila Real. Testemunhas, citadas pelos jornais, afirmam ter visto Pedro Dias, na aldeia de Assento, em Vila Real.

20 de outubro

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, o diretor nacional da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, e o comandante operacional da GNR, Rui Moura, negaram qualquer descoordenação das forças envolvidas na operação, para capturar o suspeito do crime de Aguiar da Beira. É a resposta do Governo à manchete do DN, segundo a qual há descoordenação nas operações policiais para a detenção de Pedro Dias.

24 de outubro

O furto de um jipe numa quinta de Sabrosa, distrito de Vila Real, leva ao local as autoridades envolvidas nas buscas do foragido de Aguiar da Beira. O objetivo é apurar se há ligação entre os dois casos.

25 de outubro

O diretor-adjunto da Polícia Judiciária (PJ), Pedro do Carmo, admite, em entrevista à RTP, que o fugitivo de Aguiar da Beira ainda possa estar em Portugal, mas não exclui a possibilidade de estar noutra região do país ou mesmo no estrangeiro.

26 de outubro

O Governo de Ourense anuncia que o patrulhamento da Guardia Civil nas estradas que ligam aquela província da Galiza a Portugal foi reforçado por causa de Pedro Dias. No dia seguinte, o jornal espanhol El Progresso noticia que o suspeito foi visto por várias pessoas no sul de Ourense, Galiza. Não há confirmação deste facto por parte da polícia.

27 de outubro

O Ministério Público da Guarda emite um mandado de detenção europeu para o homem suspeito de ter assassinado duas pessoas em Aguiar da Beira.

Novembro

08 de novembro

O alegado homicida de Aguiar da Beira, Pedro Dias, entrega-se às autoridades e é filmado pela RTP, sendo visível a sua detenção, algemado, a entrar num carro da polícia.