Exclusivo

Pai de bebé resgatado do lixo em 2019 ainda não o conhece

Pai de bebé resgatado do lixo em 2019 ainda não o conhece

Supremo Tribunal de Justiça travou entrega definitiva do menino a família de acolhimento com quem vive desde que tinha 17 dias. Juízes defendem que tem de ser dada oportunidade ao progenitor biológico de criar "laços afetivos" com a criança.

O pai do recém-nascido que, em novembro de 2019, foi abandonado pela mãe num ecoponto, em Lisboa, ainda não conhece a criança, apesar de já a ter perfilhado há mais de um ano. Quando o menino nasceu, o homem não sabia que a ex-namorada estava grávida de um filho seu e, desde que soube da existência do bebé, tem sido impedido pelo Estado de estar com o filho. Agora, o Supremo Tribunal de Justiça travou a entrega definitiva da criança à família que o tem acolhido desde o seu 17.º dia, para que o pai biológico tenha oportunidade de criar "laços afetivos" com o filho e este exerça o direito de o conhecer.

A decisão não implica que o menino, de mais de dois anos e meio, seja retirado já à sua família de acolhimento, mas abre porta a que tal possa acontecer no futuro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG