Lisboa

Pai de Valentina usa lâmina para tentar suicidar-se na prisão

Pai de Valentina usa lâmina para tentar suicidar-se na prisão

Sandro Bernardo, pai da menina de nove anos morta em Atouguia da Baleia, Peniche, foi transportado esta sexta-feira para o hospital com "ferimentos ligeiros".

Fonte da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais confirmou ao JN que o pai de Valentina, "fazendo uso da gilete de barbear descartável, produziu em si próprio ferimentos ligeiros, tendo, por precaução, sido levado, sob escolta, para um hospital do SNS".

O homem, de 32 anos, estava no Estabelecimento Prisional (EP) de Lisboa em isolamento depois de, na passada quarta-feira, lhe ter sido decretada prisão preventiva, por suspeitas de homicídio qualificado e violência doméstica. Márcia, a madrasta da menina, está indiciada por homicídio qualificado por omissão e dolo eventual.

Valentina foi agredida durante quatro dias pelo pai antes de morrer, na última quarta-feira. A madrasta terá contribuído para o clima de tensão entre pai e filha porque não queria aquela criança dentro de casa, onde já viviam os seus três filhos. O casal foi ouvido na terça-feira por um juiz de instrução criminal do Tribunal de Leiria, onde foram vaiados.

Outras Notícias