Santa Maria da Feira

Pai e filho sequestrados em casa e ameaçados de morte com arma

Pai e filho sequestrados em casa e ameaçados de morte com arma

A madrugada desta segunda-feira foi de autêntico terror para pai e filho, residentes na freguesia de Gião, Santa Maria da Feira. Foram acordados durante a noite por assaltantes armados de faca, que os ameaçaram de morte e se apoderaram de dois mil euros. Levaram, ainda, o carro da família.

O terror vivido pelo pai, de 81 anos, e pelo filho, de 54, estava ainda estampado no rosto dos dois homens, horas depois do assalto. Com voz trémula e a muito custo contaram, ao JN, como foi a madrugada em que pensaram ter "morte certa".

Os ladrões começaram por estroncar a porta do minimercado, no mesmo edifício onde ambos moram, onde se apoderaram de vários produtos de higiene, chocolates e uma pequena quantia em dinheiro da caixa registadora. Depois, estroncaram uma porta interior de acesso ao piso superior onde pai e filho dormiam nos seus quartos.

Acordaram o filho aos gritos e com ameaças de morte. "Acordei com os homens encapuzados e armados a gritar para eu me levantar ou que me matavam de imediato", recordou. Entregou aos assaltantes 60 euros que tinha guardado, mas a quantia não os satisfez. Encostaram-lhe uma faca ao pescoço. "Queriam mais dinheiro", referiu.

Depois, colocaram um dedo do homem numa tesoura de poda e ameaçaram cortar o mesmo se a vítima não revelasse os códigos dos cartões Multibanco. De seguida, foram ter com o pai que tinha acordado de sobressalto com os gritos do filho.

Puseram-lhe um pano sobre a boca, ameaçando sufocar o mesmo, e obrigaram o idoso a entregar cerca de 800 euros que tinha guardado. "Pensei que nos iam matar aos dois", afirmou o pai, a quem tiraram as chaves do carro que utilizaram na fuga.

"O susto foi tão grande e fiquei de tal maneira que só consegui ligar para a GNR cerca de 15 minutos depois", lembrou o filho.

As autoridades estiveram no local a recolher os testemunhos das vítimas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG