Acusação

Pai quis matar agente PSP por namorar com filha de 17 anos

Pai quis matar agente PSP por namorar com filha de 17 anos

O Ministério Público acusou um homem de 45 anos de tentativa de homicídio, em Alhos Vedros. O arguido espetou uma faca no pescoço de um agente da PSP, de 29 anos, por discordar do namoro deste com a sua filha menor de idade.

A 17 de setembro de 2020, decidido a terminar com a relação do polícia com a sua filha, de 17 anos, o homem foi até ao ginásio que este frequentava, em Alhos Vedros, Moita. Surpreendeu-o enquanto treinava, agarrou-o pelas costas e desferiu-lhe um golpe no pescoço com uma navalha, ao mesmo tempo que proferia ameaças de morte.

Os ferimentos foram superficiais e o polícia conseguiu deslocar-se pelos próprios meios até ao hospital do Barreiro onde foi assistido. O agressor andou fugido durante quase dois meses. Viria a ser detido pela Polícia Judiciária de Setúbal e encontra-se em prisão preventiva desde 12 de novembro de 2020.

Após ​​​​​​investigação dirigida pela Secção da Moita do DIAP da Procuradoria da República da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária, o homem foi agora acusado de um crime de homicídio na forma tentada e de ameaça agravada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG