Hospital São João

"Peço só desculpa. Estava um bocado bebido", admite homem que agrediu PSP

"Peço só desculpa. Estava um bocado bebido", admite homem que agrediu PSP

Os quatro homens acusados de agredir um enfermeiro, um assistente, um vigilante e um agente da PSP, em 2018, no Hospital de São João, no Porto, confessaram ontem todos os crimes. Os arguidos disseram-se arrependidos e pediram desculpas aos quatro ofendidos. O acórdão será lido a 20 de janeiro.

"É tudo verdade. Peço só desculpa. Estava diabético e um bocado bebido. Estou arrependido", confessou ontem, no Tribunal de São João Novo, Fernando Cabreira, 40 anos. A 13 de fevereiro de 2018, os arguidos tinham estado numa festa familiar. Nessa noite, Fernando entrou em crise diabética, agravada pelo álcool. Como "há quatro ou cinco anos já tinha estado às portas da morte", os familiares foram todos ao hospital, onde viriam a causar um tumulto.

"Estávamos todos alcoolizados", confirmou Daniel, 21 anos, filho de Fernando. Segundo a acusação, já confirmada pelos arguidos, o enfermeiro da triagem chamou os seguranças por causa do barulho que o clã estava a causar. A família não gostou e Daniel começou a agredi-lo com murros. O pai e Jorge Maia, 48 anos, juntaram-se nas agressões. O enfermeiro ficou 28 dias de baixa por causa das lesões.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG