Absolvição

Perturba culto da IURD, chama ladrões a pastores e é ilibado

Perturba culto da IURD, chama ladrões a pastores e é ilibado

Veterinário procurava a mãe após encontrar conta bancária negativa. Tribunal diz que houve perturbação, mas não crime.

Um médico veterinário de 42 anos foi absolvido, quarta-feira, no Juízo Local Criminal do Porto, do crime de perturbação de culto religioso num templo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Na tarde de 21 de agosto de 2015, o arguido procurava a mãe, furioso após descobrir que a conta bancária dela estava negativa, associando o facto à ligação com a IURD. Quando não a encontrou, chamou "ladrões" aos pastores e foi retirado à força. Já no exterior, envolveu-se fisicamente com um responsável da igreja, tendo os dois sofrido ferimentos.

O tribunal admitiu que houve perturbação durante a cerimónia, que decorria no templo da IURD da Rua Egas Moniz, no Porto, mas não crime, pois não envolveu violência ou ameaças.

Ler mais na edição impressa ou epaper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG