Exclusivo

Piratas aproveitam medo da covid para ataques informáticos

Piratas aproveitam medo da covid para ataques informáticos

Estruturas do Estado e organismos públicos têm sofrido mais pirataria informática. PJ regista aumento exponencial de inquéritos sobre cibercriminalidade e quase duplicou o número de detidos em 2021.

As novas variantes da covid-19 são a grande aposta dos piratas informáticos, que aproveitam o medo e a curiosidade das pessoas para lhes roubarem credenciais ou dados pessoais sigilosos e os usarem em lucrativos ataques informáticos. De 2020 para 2021, verificou-se um aumento exponencial de casos de pirataria e as instituições do Estado, como hospitais ou autarquias, foram alvos preferenciais dos hackers.

Cuidado e vigilância. Estas são as palavras de ordem para quem usa a Internet. O perigo está em todo o lado e os números não enganam. Em janeiro de 2021, a Polícia Judiciária tinha pendentes cerca de 13 900 inquéritos relacionados com a cibercriminalidade. Já este ano, são 17 800 casos, o que representa um aumento de 27% em relação a 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG