O Jogo ao Vivo

Ataque

Piratas informáticos expõem passwords de médicos e enfermeiros

Piratas informáticos expõem passwords de médicos e enfermeiros

O grupo de piratas informáticos CyberTeam, que nos últimos dias tem vindo a perpetrar ataques a diversas páginas da Internet de instituições, publicaram na rede social Twitter uma lista de nomes e passwords de funcionários do Ministério da Saúde. A PJ está a investigar.

Depois de páginas como a do Sindicato dos Funcionários Judiciais, da Direção-Geral de Educação e da Câmara de Lisboa, o grupo de piratas CyberTeam asseguram terem conseguido penetrar no sistema informático do Ministério da Saúde.

Na rede social Twitter, publicaram múltiplos nomes com códigos de acesso de funcionários do Ministério da Saúde, como médicos e enfermeiros.

Tal como em ataques anteriores, citam o nome do líder do Chega André Ventura para justificar o ataque e qualifica-lo como sendo "anti-ventura".

O JN sabe que o ataque está a ser analisado pela Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), que, no final de abril, deteve um jovem, de 19 anos, alegadamente membro do grupo "CyberTeam", suspeito de ter pirateado o sistema informático da empresa de telecomunicações Altice, de uma associação de árbitros e dos serviços sociais da GNR.

O jovem já tinha sido identificado há cerca de 4 anos, quando foram detidos os elementos do grupo chamado "anonymous Portugal", mas tinha apenas 15 anos, não tendo sido detido.

Questionado pelo JN, o Ministério da Saúde diz que "a SPMS [Serviços Partilhados do Ministério da Saúde] e as autoridades competentes, nomeadamente o Centro Nacional de Cibersegurança encontram-se a analisar e a tratar da situação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG