Premium

PJ ainda aguarda autópsia a aluno caboverdiano morto em Bragança

PJ ainda aguarda autópsia a aluno caboverdiano morto em Bragança

A Polícia Judiciária está a aguardar os resultados de exames forenses, na sequência da autópsia, necessários para apurar exatamente a causa da morte de Giovani Rodrigues, estudante cabo-verdiano que morreu 10 dias depois de uma agressão, a 21 de dezembro, em Bragança. Alguns dos exames são morosos, por serem do foro toxicológico.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, a investigação já está adiantada e todos os intervenientes da contenda foram identificados pelas autoridades. Vários já foram inquiridos e já se sabe que, dos cerca de 15 indivíduos presentes aquando das agressões com o grupo de cabo-verdianos, apenas quatro ou cinco evolveram-se fisicamente com as vítimas. Os dois grupos estariam fortemente alcoolizados e, por isso, as autoridades enfrentam dificuldades para cruzar e apurar a verdade dos diferentes depoimentos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG