Crime

PJ detém três suspeitos por rapto de mulher na Amadora

PJ detém três suspeitos por rapto de mulher na Amadora

A Polícia Judiciária deteve, na terça-feira, dois homens e uma mulher, suspeitos dos crimes de rapto, sequestro e de ofensas à integridade física de uma mulher de 33 anos, na Amadora, por causa de uma dívida relacionada com o tráfico de droga, que acendia a 10 mil euros.

A vítima foi mantida sob sequestro durante quatro dias. Os indivíduos, com idades entre os 34 e os 36 anos, queriam forçá-la a fazer um serviço por conta deles, como forma de pagamento da dívida.

Todos os detidos têm antecedentes criminais por tráfico de droga e tudo indica que terão exigido à vítima transportar produto estupefaciente. Por ter recusado, a mulher foi mantida sequestrada, num apartamento de um bairro social da Amadora, onde todos residem.

O caso aconteceu durante o passado mês de novembro e o desaparecimento da vítima levaram familiares a alertar as autoridades. Os inspetores da Unidade Nacional Contra Terrorismo da PJ começaram logo a investigar. Os raptores terão tido conhecimento de que os familiares tinham alertado a unidade especial da PJ que lida com a criminalidade mais violenta e decidiram libertar a vítima.

Porém, a lei do silêncio que impera nos meios ligados ao tráfico, levou a vítima a não colaborar com as autoridades. Ainda assim, a PJ conseguiu identificar todos os indivíduos e reunir prova suficiente para os prender.

Foram esta quarta-feira levados ao Tribunal da Amadora para aplicação das medidas de coação. Os dois homens foram colocados em prisão preventiva e a mulher foi solta mediante apresentações periódicas às autoridades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG