Deslizamento

PJ investiga pedreiras e estrada que ruiu em Borba

PJ investiga pedreiras e estrada que ruiu em Borba

A Polícia Judiciária está, esta quarta-feira, em Borba a fazer investigações nas pedreiras e na estrada que ruiu, no âmbito do deslizamento que causou dois mortos e três desaparecidos na segunda-feira.

A intervenção da PJ surge na sequência de um inquérito instaurado pelo Ministério Público (MP) ao acidente ocorrido na zona de Borba, distrito de Évora, para "apurar as circunstâncias que rodearam a ocorrência".

O comandante distrital de proteção civil anunciou, esta tarde, que já se iniciou a drenagem da pedreira que colapsou, com vista à retirada do corpo do trabalhador que continua por resgatar.

Ao mesmo tempo, acrescentou José Ribeiro, estão também a ser iniciados os trabalhos de remoção dos escombros e manobras para tentar localizar as viaturas que terão sido arrastadas pela derrocada.

O JN apurou que mergulhadores da Força Especial de Bombeiros já entraram na água para tentar localizar os corpos das vítimas.

PUB

"As operações de socorro estão a decorrer sobre condições de segurança limite que exigem cautela em todos os passos", referiu, acrescentando que "a drenagem na pedreira tem como objetivo tentar localizar as viaturas".

Questionado sobre a identidade das vítimas, o responsável informou: "não temos mais nenhuma informação além da que nos foi dada pelos familiares".

As operações nas pedreiras atingidas pelo deslizamento de terras e pelo colapso de um troço de estrada que aluiu recomeçaram esta manhã com a instalação de 400 metros de mangueira para drenar os cerca de 200 mil metros cúbicos de água. Uma das preocupações é a possibilidade de ocorrerem mais desabamentos com a retirada da água.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG