Exclusivo

PJ faz novas buscas na Comunidade Israelita do Porto

PJ faz novas buscas na Comunidade Israelita do Porto

A Polícia Judiciária (PJ) realizou na manhã desta quinta-feira novas buscas em residências e escritório de advogados e de contabilistas no âmbito do inquérito sobre a atribuição da nacionalidade portuguesa aos descendentes de judeus sefarditas, como foi o caso do oligarca Roman Abramovich. Em março, a Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) já tinha realizado buscas e detido o líder religioso da Comunidade Judaica do Porto, Daniel Litvak.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, as buscas desta manhã visaram essencialmente a recolha de documentos sobre os processos de certificação de ascendência sefardita emitidas pela Comunidade Judaica do Porto, mas também sobre as movimentações financeiras e donativos recebidos pela entidade. Alguns elementos das brigadas de luta contra o crime económico da PJ do Porto também participaram na operação desta quinta-feira.

Em causa neste inquérito estão suspeitas de crimes de tráfico de influências, corrupção ativa, falsificação de documento, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG