Investigação

PJ fez buscas em casa da mãe e da ama da menina que morreu em Setúbal

PJ fez buscas em casa da mãe e da ama da menina que morreu em Setúbal

A investigação ao caso da morte de uma menina de três anos em Setúbal, na tarde de segunda-feira, tenta desvendar os contornos que estão na origem deste caso, que ganha cada vez mais contornos de crime. Autoridades realizaram buscas nas casas da mãe e da amiga que tomou conta da criança durante quase uma semana, até segunda-feira de manhã.

Ao que o JN apurou junto de fonte da investigação, a PJ realizou buscas na casa da menina, bem como na casa da ama, que seria apenas uma amiga da mãe de Jéssica, com quem a menina esteve nos últimos cinco dias.

Ao que o JN apurou, a mãe de Jéssica, desempregada e fadista durante o fim de semana, disse à investigação que foi buscar a menina a casa da ama, tendo-a encontrado com sinais de maus tratos, hematomas na cara.

Terá sido administrado à menina o anti-histamínico Atarax, um medicamento que provoca sonolência, e a mãe deitou-a em casa, na Rua Estêvão Liz Velho, na cidade de Setúbal. Pouco depois, pelas 15.40 horas, apercebeu-se que a menina não respirava e chamou o INEM. A menina acabou por falecer no hospital.

A versão da mãe está a ser investigada pela PJ de Setúbal. Tem 37 anos e residia há pouco tempo no Bairro Santo Nicolau, em Setúbal. Com ela residia também o companheiro, que não é pai da menina, mas que estava presente no momento em que as autoridades chegaram ao local.

Jéssica tem outros cinco irmãos, que não residem com a mãe, mas estão com os respetivos pais. Em cima da mesa está a hipótese de o crime ter sido cometido em casa onde a menina, Jéssica, vivia com mãe.

A Polícia Judiciária de Setúbal está desde o final da tarde de ontem a investigar o caso e esteve nas casas da suposta ama e da criança.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG