Investigação

Mulher morre ao cair de quinto andar em Vila Verde. Não há suspeitas de crime

Mulher morre ao cair de quinto andar em Vila Verde. Não há suspeitas de crime

A morte de uma mulher que durante a madrugada de sábado para domingo caiu de um quinto andar, na Vila de Prado, em Vila Verde, não teve origem criminosa.

Segundo apurou o JN junto da Polícia Judiciária de Braga, estão afastadas as hipóteses iniciais de qualquer tipo de Intervenção na morte da mulher, com cerca de 55 anos, residente na Rua Doutor Francisco António Gonçalves, no centro da vila de Prado Santa Maria, no concelho de Vila Verde, do distrito de Braga.

Para já não se conhecem testemunhas oculares dos factos, admitindo-se que possa ter sido acidentalmente que caiu da varanda, não existindo quaisquer vestígios de crime.

A tripulação da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do INEM ainda tentou reverter a situação da vítima, com a ajuda dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde e da GNR de Prado, mas o óbito acabaria de ser declarado no local.

A autópsia será realizada durante esta segunda-feira, no Gabinete Médico-Legal e Forense do Cávado, em Braga, para serem determinadas as causas da sua morte.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG