Exclusivo

PJ quer saber se alemão teve ajuda antes de matar filho e suicidar-se

PJ quer saber se alemão teve ajuda antes de matar filho e suicidar-se

A investigação ao caso do designer alemão que matou o filho e se suicidou, na Serra de Grândola, no distrito de Setúbal, procura apurar se aquele homem recebeu ajuda de terceiros, durante os dias em que andou em fuga com o filho, de três anos, antes de matar a criança e cometer suicídio.

Em concreto, a Polícia Judiciária quer saber se alguém ajudou o homicida em termos de alojamento e alimentação, entre o dia do desaparecimento, 1 de novembro, e a data das mortes. Esta ainda está por determinar, mas os investigadores creem que não será muito anterior à da descoberta dos corpos, no domingo passado, 7 de novembro.

De quem que possa ter ajudado o designer Clemens Weisshaar, a PJ quer saber, designadamente, se tinha conhecimento de eventuais planos do alemão para matar o filho, Tasso Weisshaar, e suicidar-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG