O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Polémica à parte, todos na paróquia admiram o padre fuzileiro

Polémica à parte, todos na paróquia admiram o padre fuzileiro

Padre Licínio Luís retratou-se no Facebook após encontro com Gouveia e Melo. Na paróquia de Santo André da Charneca toda a gente o admira.

A Marinha admite recolocar o padre Licínio Luís como capelão, cargo de que havia sido exonerado na terça-feira, na sequência de uma polémica publicação no Facebook em que criticava o Almirante Gouveia e Melo, Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), e defendia os dois fuzileiros envolvidos na rixa à porta da Discoteca Mome, em Lisboa, que resultou na morte do agente da PSP Fábio Guerra.

Na terça-feira, após reunião com o CEMA, Licínio Luís retratou-se no Facebook. "É muito importante reconhecer, perante vós e perante a Marinha, enquanto militar, que errei ao dirigir-me, de forma incorreta, inapropriada e pública ao Almirante CEMA, que respeito pelo seu exemplo de coragem, de serviço prestado e dedicação à Marinha", diz o texto a que o JN teve acesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG