Investigação

Polícias investigam assaltos a casas de oficiais da NATO em Cascais

Polícias investigam assaltos a casas de oficiais da NATO em Cascais

Uma série de assaltos a moradias habitadas por oficiais e funcionários da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no concelho de Cascais está a ser investigada por forças e serviços de segurança portugueses, sob a coordenação do Ministério Público.

A noticia foi avançada na quarta-feira pelo jornal digital Cascais24, segundo o qual os alvos têm sido moradias de oficiais e altos funcionários em comissão de serviço em Portugal.

Os assaltos, perpetrados por arrombamento às habitações, têm sido protagonizados durante o dia, na ausência dos locatários.

Estes assaltos têm sido praticados nos últimos meses e não é conhecido o móbil dos furtos, nem os valores levados pelos intrusos, embora tudo aponte, à partida, para "assaltos normais a residências".

No entanto, ainda segundo o Cascais24, que cita uma fonte policial, "esta série de assaltos parece ser cirúrgica", visando objetivos que "desconhecemos", embora também possam "não passar de mera coincidência", por tratar-se de habitações de altos funcionários da NATO.

O próprio Serviço de Informações de Segurança (SIS) também tem estado a seguir o caso, bem como a Embaixada dos Estados Unidos em Portugal.

Até ao momento, ainda não foram efetuadas detenções de suspeitos.

Outros Artigos Recomendados