Exclusivo

Polícias reclamam subsídio de risco contra a covid

Polícias reclamam subsídio de risco contra a covid

Falta portaria que vai regulamentar suplemento de quem está na primeira linha contra a covid. Sindicatos reúnem-se com Governo.

O subsídio de risco para quem está na primeira linha de combate à pandemia vai ser pago este mês aos profissionais de saúde dos hospitais que ainda não tenham processado os salários, garantiu na quarta-feira, ao final do dia, o Ministério da Saúde (MS). Para os trabalhadores de serviços essenciais, como forças de segurança ou militares, ainda falta a publicação da portaria que regulamentará o suplemento. As associações da Guarda (APG/GNR) e Polícia (ASPP/PSP) defendem que o suplemento deve abranger todos os que estão nesses serviços.

"A senhora ministra da Saúde já mandou processar o pagamento do subsídio de risco devido aos profissionais de Saúde. Relativamente aos profissionais de outros setores, ainda estão as portarias em assinaturas", garantiu António Costa, no Parlamento. O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, pediu ao primeiro-ministro para "não se esquecer das forças de segurança, que continuam à espera", mas Costa não se comprometeu com prazos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG