Exclusivo

Portugal era destino de gás refrigerante contrabandeado

Portugal era destino de gás refrigerante contrabandeado

Grupo espanhol importava produto da China com recurso a documentos falsos para contornar quota imposta pela União Europeia. Maior operação de sempre de combate ao tráfico de gás refrigerante fez cinco detidos.

Portugal era um dos destinos de 207 mil toneladas de gás refrigerante contrabandeado da China para Espanha. Altamente poluente, o gás era usado no ar condicionado residencial e automóvel, assim como em aparelhos de refrigeração, como os frigoríficos, comerciais e residenciais. A maior operação de sempre realizada na União Europeia (UE) contra o tráfico de gases refrigerantes acabou com cinco detidos e contou com a participação do Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF) e da Polícia Nacional espanhola.

O esquema em vigor desde 2018 incluía a criação de empresas de fachada, que compravam o gás refrigerante à China. No entanto, o produto era camuflado à chegada a Espanha, com falsos documentos que indicavam outras substâncias. Um estratagema necessário para contornar a quota imposta a Espanha, e aos restantes países da UE, para a importação deste gás.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG