Exclusivo

Portugal usado como plataforma para legalizar dinheiro sujo

Portugal usado como plataforma para legalizar dinheiro sujo

Para tentar evitar o radar das autoridades e do sistema bancário, as redes criminosas que precisam de branquear o dinheiro proveniente dos crimes tentam dar uma aparência de legalidade às transferências. Para isso, montam empresas de fachada, tanto nos países onde são praticados os crimes como nos países por onde circula o dinheiro e também no destino final.

Portugal está a ser cada vez mais usado como placa giratória em esquemas de branqueamento. Prova disso são as recentes operações levadas a cabo pela Polícia Judiciária. Em outubro, o Ministério Público acusou 12 indivíduos, especialistas em branqueamento de lucros do crime, que, durante dois anos, usaram centenas de contas em bancos no nosso país para lavar 4,1 milhões de euros provenientes de fraudes bancárias internacionais praticadas entre 2016 e 2019, altura em que foram detidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG