Lisboa

Português condenado por burla e que alega amnésia está em prisão preventiva

Português condenado por burla e que alega amnésia está em prisão preventiva

O cidadão português detido na terça-feira no aeroporto de Lisboa, proveniente do Brasil, que tinha sido condenado a 14 anos e nove meses de prisão em 2006 por burla, ficou em prisão preventiva devido ao perigo de fuga.

A informação consta da página na internet do Ministério Público da comarca de Lisboa, que adianta que o arguido já tinha sido julgado, na sua ausência, e condenado a 14 anos e nove meses de prisão, em julho de 2006, por cinco crimes de burla qualificada.

A detenção no aeroporto ocorreu depois de uma comunicação da Procuradoria-Geral da República que teve conhecimento de notícias que o colocavam no Brasil, alegadamente sofrendo de amnésia, tendo sido emitidos novos mandados de detenção.

De acordo com a imprensa brasileira, o cidadão que terá perdido a memória chama-se Pedro Miguel Alcântara Duarte e alegadamente cometeu ilícitos criminais também no Brasil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG