Detenção

Português suspeito de perseguir e matar jovem de 26 anos na Holanda

Português suspeito de perseguir e matar jovem de 26 anos na Holanda

Um cidadão português de 39 anos é o principal suspeito de um assassinato de uma mulher cometido em Venlo, na Holanda. Viria a ser a detido em Madrid e deverá, agora, ser extraditado.

A vítima, uma mulher de 26 anos, já se tinha queixado às autoridades de que vinha recebendo mensagens perturbadoras. Porém, a polícia terá desvalorizado o caso. Na véspera de ser morrer, tinha-se voltado a queixar e, desta vez, a polícia marcara uma reunião para a tarde seguinte. Morreria esfaqueada antes disso.

O crime deu-se na madrugada de 8 de dezembro. A vítima foi encontrada ao início da manhã, na rua, já morta. Apresentava ferimentos de uma arma branca. Inicialmente, apontou-se para um caso de roubo violento mas, após diligências, a polícia mudou o rumo da investigação e dirigiu as suas atenções para um homem de nacionalidade portuguesa, que terá desaparecido depois do crime.

Dois dias depois, o suspeito viria a ser detido em Madrid, Espanha. Segundo o jornal holandês "NU", o homem e a vítima conheciam-se e terá sido o português a enviar as mensagens consideradas "perturbadoras". A natureza exata da relação ainda está a ser investigada.

Condenado por esfaqueamento fatal em Inglaterra

O suspeito está detido em Espanha mas não aceita ser extraditado para a Holanda pelo que o processo ainda está a decorrer e ainda não foi possível interrogá-lo.

Segundo as autoridades policias holandesas, em 2005, o homem terá cometido um outro esfaqueamento mortal, desta vez, na cidade de Londres, Inglaterra. E foi por ele condenado. Porém, na Holanda, apresentava-se com outro nome, pelo que a associação não foi imediata.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG