Exclusivo

Presidente de IPSS de Gaia acusado de molestar duas funcionárias

Presidente de IPSS de Gaia acusado de molestar duas funcionárias

O presidente do Lar Santa Isabel, em Vila Nova de Gaia, atualmente suspenso de funções por ordem judicial, está a ser julgado, pelo Tribunal do Porto, por crimes de coação sexual e perseguição, perpetrados contra duas funcionárias da instituição de utilidade pública.

Durante dois anos, terá aproveitado as suas funções para prometer melhorias laborais as duas subordinadas que terá beijado e acariciado sem consentimento. Só denunciaram o caso, após ficarem de baixa médica.

Ao todo, são 13 crimes de coação sexual agravada e um crime de perseguição de que Fernando V., hoje com 74 anos, foi acusado pelo Ministério Público (MP) de Vila Nova de Gaia. O julgamento decorre à porta fechada, mas, sabe o JN, o arguido nega todos os crimes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG