Seixal

Preso após procurar mulher numa esquadra e dizer que ia matá-la

Preso após procurar mulher numa esquadra e dizer que ia matá-la

Um homem foi detido pela PSP no Seixal quando se deslocou à esquadra para saber o paradeiro da mulher, que tinha sido colocada numa casa abrigo para vítimas de violência doméstica. Perante a recusa, o agressor afirmou que ela iria morrer. Foi detido e está agora em prisão preventiva.

Ao longo da relação entre arguido e vítima, houve vários episódios de violência. O agressor controlava a vítima, não a deixava estar ou falar com a família nem cumprimentar outras pessoas na rua.

Agredia-a constantemente com chapadas, pontapés e puxões de cabelo, inclusive porque foi passar o Natal com a família ou quando ela o contrariava. Numa ocasião agrediu-a violentamente, por diversas vezes, acabando por a deixar junto da sua família desmaiada.

Quando a vítima soube que tinha um relacionamento com outra mulher saiu de casa, mas ele foi buscá-la e agrediu-a.

A mulher foi acolhida numa casa abrigo e o arguido procurou junto da PSP saber da sua localização. Perante a recusa afirmou que iria morrer. Foi detido por violência doméstica e presente a tribunal para aplicação de medidas de coação,tendo ficado em prisão preventiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG