Premium

Preso por tentar asfixiar companheira acamada e grávida

Preso por tentar asfixiar companheira acamada e grávida

Ex-bombeiro agredia mulher para a impedir de pedir socorro. Usava reforma da vítima para pagar o vício do álcool. GNR deteve-o.

Uma mulher com uma incapacidade de 95%, fruto de uma atrofia muscular severa, e grávida passou mais de meio ano a viver num casebre sem água, luz e quarto de banho, de Vila do Conde. Neste período, a vítima, de 28 anos, foi agredida pelo companheiro, um ex-bombeiro que usava a reforma da mulher para sustentar o vício do álcool. Num dos episódios, no dia de aniversário, tentou asfixiá-la para não pedir ajuda.

O casal conheceu-se em 2016, quando o homem, hoje com 34 anos, ainda era bombeiro e a transportava para os tratamentos médicos. No final do ano passado, começou o namoro e, em janeiro, a mulher foi convencida a abandonar a habitação da mãe e ir viver para uma casa devoluta que o homem, que já tinha abandonado a corporação, invadiu. Começaram aí as agressões.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG