Exclusivo

Presos queixam-se do frio e da falta de água quente

Presos queixam-se do frio e da falta de água quente

Problemas estruturais do Estabelecimento Prisional já foram sinalizados num relatório de 1996 da Provedoria.

Os presos do Estabelecimento Prisional de Guimarães enviaram uma queixa à Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso (APAR) com um conjunto de reclamações referentes a problemas estruturais do edifício onde funciona a cadeia. Queixam-se do frio e que a água quente não chega para todos.

"Sei que há denúncias da falta de roupa e não deixam que as famílias tragam. Portanto queixam-se do frio. Também reclamam da falta de água quente", confirmou, ao JN, o presidente da APAR, Vítor Ilharco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG