Santo Tirso

Preventiva para varredor que violou jovem de 17 anos que abordou na rua

Preventiva para varredor que violou jovem de 17 anos que abordou na rua

Um homem, de 55 anos, detido pela PJ do Porto por suspeita de ter violado uma jovem de 17 anos em Santo Tirso, ficou em prisão preventiva.

O suspeito, varredor de profissão, foi levado na quinta-feira ao juiz de instrução criminal do Tribunal de Matosinhos, mas a aplicação de medidas de coação foi adiada para esta sexta-feira.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, a vítima passou a noite de segunda-feira num café, onde tinha estado com amigos. Já de madrugada, pouco antes das duas horas, saiu sozinha do estabelecimento para regressar a casa.

Ao passar na Rua dos Cinco Caminhos, foi abordada por um homem que conhecia de vista e que estava à porta da sua residência, encostado ao portão de entrada.

Sem desconfiar de nada, a jovem aproximou-se do indivíduo, tendo sido repentinamente agarrada e levada à força para dentro de casa. Já no interior, de acordo com o relato que a vítima fez às autoridades, foi manietada e violada pelo varredor.

"Na sequência de denúncia de uma jovem de 17 anos, a Polícia Judiciária desenvolveu diligências que permitiram concluir que o suspeito a terá obrigado, através de violência física, à prática de cópula contra a sua vontade", adianta a PJ.

Aproveitando um momento de desatenção do agressor, a menor conseguiu fugir da residência e dirigiu-se ao hospital local, à procura de socorro. Perante um aparente caso de violação, a equipa médica chamou a PSP de Santo Tirso que alertou a brigada de luta contra os crimes sexuais da PJ. Rapidamente foi reunida prova suficiente para deter o homem, conhecido pela alcunha de "Quim".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG