Tribunal

Prisão efetiva para homem que roubou carro com criança no interior 

Prisão efetiva para homem que roubou carro com criança no interior 

O Tribunal de Lisboa condenou, esta segunda-feira, a cinco anos e 3 meses de prisão efetiva, um homem que em janeiro roubou um carro em Montemor-o-Novo com uma criança de sete anos no banco de trás e conduziu mais de cem quilómetros até Lisboa. Foi condenado por sequestro agravado, furto qualificado e condução sem habilitação legal.

O caso ocorreu a 14 de janeiro de 2021 e foi noticiado pelo JN. O arguido aproveitou que uma mulher deixou o carro em segunda fila junto a um pronto a comer em Montemor-o-Novo para recolher o jantar e furtou o veículo.

Ao entrar na autoestrada, o homem percebeu que no banco de trás seguia uma criança de sete anos, filho da proprietária do veículo. Ainda assim, não voltou para trás e seguiu em direção a Lisboa. No decurso da viagem, a criança ainda terá tentado alertar o pai usando o telemóvel da mãe que tinha consigo, mas o arguido impediu-o, retirando-lhe o aparelho.

Uma vez chegados a Lisboa, já de noite, o arguido deixou o menor junto a um restaurante na zona central da cidade, em Sete Rios, e colocou-se em fuga. Os proprietários do restaurante acolheram a criança, que não tinha ferimentos, e alertaram as autoridades.

Pelas 22.30 horas dessa noite, a PSP localizou a viatura furtada junto à Quinta do Loureiro, em Lisboa. Pouco depois, os agentes intercetaram o suspeito, que foi então detido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG