Processo

Prisão para dona de lares ilegais suspeita de maus-tratos em Gaia

Prisão para dona de lares ilegais suspeita de maus-tratos em Gaia

A GNR encerrou um lar de idosos que funcionava, de forma ilegal, na Rua das Flores, em Pedroso, Gaia, e deteve a proprietária, de 62 anos.

A mulher, que foi colocada em prisão preventiva, é suspeita de 14 crimes de maus-tratos a idosos e cinco de desobediência, por já ter sido apanhada antes a fazer o mesmo. Um dos utentes estaria desnutrido, desidratado e com depressão e encontrava-se acamado, pelo que foi conduzido ao Hospital de Eduardo Santos Silva. Um familiar da detida negou ao JN os maus-tratos e criticou as autoridades, por estas terem supostamente mantido alguns dos utentes no lar durante horas.

A detida abria lares clandestinos que as autoridades acabavam por fechar, transferindo-se então para outro local, sempre no concelho de Gaia, sendo que maioria dos utentes a acompanhava para as novas localizações.

O processo que levou à detenção da mulher, na passada quinta-feira, começou em 2016 com a denúncia de um familiar de um utente, na altura a viver num lar em Canelas, que não se conformou com o pagamento de despesas extra "avultadas", além dos 700 euros de mensalidade.

Ler mais na versão impressa ou no epaper

Outras Notícias