Viana do Castelo

Preventiva para suspeito de balear e esfaquear dois irmãos e que estava em fuga há sete anos

Preventiva para suspeito de balear e esfaquear dois irmãos e que estava em fuga há sete anos

Um homem ficou em prisão preventiva por suspeita de um crime de homicídio qualificado e um crime de ofensa à integridade física qualificada, em Viana do Castelo, após sete anos em fuga.

Valdemar Silva, que se encontrava em fuga há sete anos, ficou esta quarta-feira em prisão preventiva, após ser ouvido no Tribunal de Viana do Castelo.

O homem, de 36 anos, conhecido pela alcunha de "Nono", foi capturado em França há três semanas. É suspeito de, em janeiro de 2013, agredir fisicamente dois irmãos, um dos quais acabou por morrer.

A vítima mortal, na altura com 35 anos, de nome Jorge Matos, era conhecido em Viana do Castelo pela alcunha de "Cuba". Foi morto a tiro, quando alegadamente foi no encalço de Valdemar Silva, por ter agredido o irmão à facada. O suposto homicida, pressentindo que ia ser procurado por familiares do agredido, esperou armado à porta da sua própria casa. Acabou por matar Jorge Matos e colocar-se em fuga, encontrando-se desaparecido até ser detido, há três semanas, em Longlaville, Nancy, França.

Segundo comunicado divulgado pela Polícia Judiciária, "o Departamento de Investigação Criminal de Braga e a Unidade de Cooperação Internacional, no cumprimento de um mandado de detenção europeu, emitido pelo Tribunal Judicial de Viana do Castelo, procedeu à extradição de França para Portugal, sob detenção, do homem de 36 anos".

O mesmo comunicado refere que, "ao longo destes sete anos que mediaram os factos e a detenção agora operada, houve intensa troca de informação entre a Polícia Judiciária e as congéneres europeias, visando a localização do suspeito, o qual acabou por ser localizado em França, pela polícia francesa".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG