Crime

Prisão preventiva para suspeito de matar mulher em Portimão

Prisão preventiva para suspeito de matar mulher em Portimão

O homem detido na quinta-feira em Portimão depois de a sua mulher ter sido encontrada morta dentro da residência onde viviam ficou em prisão preventiva, anunciou esta sexta-feira o Ministério Público de Faro.

O detido, de 38 anos, é suspeito da prática de um crime de homicídio qualificado e foi ouvido esta sexta-feira em primeiro interrogatório judicial pelo tribunal de Portimão, que aplicou a medida de coação mais gravosa.

"Há suspeitas de o detido, nesta quinta-feira, dia 26, na casa onde viviam, em Portimão, após uma discussão sobre o divórcio de ambos, ter matado a sua mulher com vários golpes de faca", lê-se numa nota publicada no site da Procuradoria da Comarca de Faro.

A mulher, também de 38 anos, foi encontrada morta na manhã de quinta-feira no interior da sua residência em Portimão, na zona da Pedra Mourinha.

O casal, de nacionalidade portuguesa, tem três filhos menores, entre os quais dois gémeos de 12 anos.

Outras Notícias