Vila Real

Professora acusada de maus tratos a filhas adotivas foi absolvida

Professora acusada de maus tratos a filhas adotivas foi absolvida

O Tribunal de Vila Real absolveu, esta sexta-feira, uma professora universitária acusada de maus tratos sobre as três filhas adotivas.

A mulher, de 49 anos, já tinha sido julgada e sentenciada a uma pena suspensa de cinco anos de prisão, mas a Relação mandou repetir o julgamento devido a "contradições insanáveis" no acórdão da primeira instância.

O marido da mulher, empreiteiro, foi condenado em maio de 2017 por abusos sexuais sobre as três menores, estando a cumprir 16 anos e meio de prisão efetiva. A mulher estava acusava de ser conivente com o marido e de alhear-se da vida das filhas, conduta que teria mantido mesmo depois da denúncia de abusos sexuais por parte das filhas, na altura todas menores.

A acusação sustentava ainda que a professora deixou as filhas "entregues a si próprias", ao "permitir que o marido as obrigasse a vários trabalhos, nomeadamente na lavoura, em pleno verão, trabalhos que eram manifestamente excessivos para as menores". A arguida castigava "corporalmente" uma das filhas, a quem tratava por "preta".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG