Barreiro

PSP apreende armas e detém cinco suspeitos investigados por tiroteios na via pública 

PSP apreende armas e detém cinco suspeitos investigados por tiroteios na via pública 

A PSP de Setúbal efetuou, esta quinta-feira de manhã, uma operação com cem agentes para deter suspeitos envolvidos em tiroteios na via pública no Barreiro, entre eles o de 12 de dezembro na Avenida do Bocage.

A PSP afirmou, em comunicado, que a "Operação Andante" veio "pôr termo à escalada de violência que se vinha a verificar nos últimos meses entre os membros desta família, devolvendo a calma e tranquilidade públicas aos habitantes da cidade do Barreiro".

As armas, entre as quais um revolver calibre 32 Magnum, foram apreendidas e os suspeitos, todos pertencentes à mesma família, foram detidos e mais tarde libertados. Estão indiciados por posse ilegal de arma de fogo.

A investigação da PSP começou em outubro, altura em que os suspeitos, todos de sexo masculino e com idades compreendidas entre os 28 e os 49 anos, envolveram-se em vários desacatos na via pública, com troca de disparos com armas de fogo. No caso de 12 de dezembro, um conflito entre dois grupos nas ruas do Barreiro durante a tarde terminou com um suspeito a disparar contra um rival. O alvo do disparo não foi atingido e o suspeito colocou-se em fuga.

A Polícia Judiciária de Setúbal foi chamada para investigar essa ocorrência, por se tratar de crime de tentativa de homicídio, mas nenhum dos suspeitos detidos agora pela PSP foi detido pela PJ pela participação no tiroteio de 12 de dezembro.

A operação desta manhã, no centro da cidade do Barreiro, contou com cem agentes da PSP, entre os quais o Grupo de Operações Especiais e o Destacamento de Intervenção. Foram realizadas onze buscas, seis em casas dos suspeitos, onde foram apreendidas uma caçadeira, duas espingardas, um revolver calibre 32 Magnum, uma pistola 7.65mm e mais de uma centena de munições.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG