Crime

PSP desmantelou em Lisboa gangue de cadastrado suspeito de 10 assaltos

PSP desmantelou em Lisboa gangue de cadastrado suspeito de 10 assaltos

A PSP desmantelou, em Lisboa, um gangue de nove indivíduos que se dedicavam ao tráfico de droga e a roubos com extrema violência. Alguns deles tinham saído recentemente da prisão e quase todos estavam ainda com medidas de coação por crimes recentes. Numa outra operação deteve um homem que assaltara à mão armada uma loja.

Na primeira operação, efetuada na segunda-feira pela Divisão de Investigação Criminal, foram detidos nove homens, com idades compreendidas entre os 17 e os 35 anos, por serem suspeitos da prática de 10 roubos, na sua grande maioria qualificados pelo valor e pela violência empregues.

Logo pelas 7 horas, foram cumpridos nove mandados de busca domiciliária e a oito mandados de detenção fora do flagrante delito.

O grupo, composto por indivíduos dos 16 aos 35 anos, e concentrados numa urbanização perto do Regimento dos Sapadores, em Lisboa, "era já sobejamente conhecido pelos investigadores face à sua comparticipação noutros crimes de elevada gravidade e danosidade social como era exemplo o tráfico de estupefacientes e posse de arma de fogo", referiu a PSP.

Alguns deles tinham recentemente terminado penas de prisão efetivas após condenação por crimes idênticos, e praticamente todos estavam ainda com medidas de coação aplicadas em resultado de detenções recentes.

Após as buscas domiciliárias, e depois de a Polícia ter apreendido armas de fogo, foram localizadas e apreendidas cinco armas que "seriam utilizadas com o único propósito de agredir terceiros".

Um nono elemento do grupo, indiciado como o autor de um outro roubo com agressões de arma branca, veio a ser localizado e detido.

PUB

Ainda na segunda-feira, pelas 20.30 horas, após a comunicação de um assalto a um estabelecimento com arma de fogo, foi detido um homem, de 45 anos.

A roupa e a arma utilizada pelo suspeito viriam a ser localizadas em caixotes espalhados pela freguesia da Penha de França, e o produto do roubo também foi recuperado.

Os detidos foram ouvidos na Instância Central, 1.ª Secção de Instrução Criminal do Tribunal da Comarca de Lisboa, para primeiro interrogatório judicial, sendo aplicada a cinco deles a medida de coação de prisão preventiva. Três ficaram sujeitos a apresentações diárias, um com apresentações bissemanais e um outro libertado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG