Justiça

Quase três toneladas de bivalves apreendidas em Olhão

Quase três toneladas de bivalves apreendidas em Olhão

Mais de três toneladas de berbigão e conquilha foram apreendidos, esta quarta-feira, em Olhão, pela Unidade Controlo Costeiro (UCC) da GNR.

Os bivalves apreendidos tinham um valor comercial de quase 12 mil euros. A apreensão resulta de duas operações distintas desencadeadas pelo Subdestacamento de Controlo Costeiro de Olhão.

A primeira ocorreu durante a madrugada. No decorrer de uma ação de patrulhamento, foram detetadas três embarcações e quatro homens, com idades entre os 35 e os 55 anos, a apanhar bivalves na Ria Formosa fora dos períodos diários legais permitidos (entre o nascer e o pôr-do-sol).

Em comunicado, a UCC explica que enviou embarcações para o local e que os militares "abordaram um grupo de pescadores, que ainda tentaram fugir, mas foram intercetados". Estavam na posse de 2600 quilos de berbigão, que foram apreendidos.

"Para além de estarem a infringir o horário, também não tinham licença que lhes permitisse apanhar os bivalves", acrescenta a UCC. Mais tarde, já durante a manhã, foram fiscalizadas cinco embarcações de pesca profissional, da arte de arrasto, numa zona onde a captura de bivalves está, neste momento, interdita.

"Foram identificados mais cinco homens, com idades compreendidas entre os 25 e os 62 anos, e apreendidos 600 quilos de conquilha", revela a UCC.

Das duas ações resultou a elaboração de 12 autos de contraordenação. Os homens identificados arriscar o pagamento de coimas que podem ascender aos 50 mil euros. Os bivalves apreendidos foram devolvidos ao habitat natural.