O Jogo ao Vivo

Cadeia de Alcoentre

Recluso ficou oito dias com 38 bolotas de haxixe no organismo

Recluso ficou oito dias com 38 bolotas de haxixe no organismo

Um recluso do Estabelecimento Prisional de Alcoentre regressou de uma saída precária com estupefacientes no organismo. Mais de uma semana depois, queixou-se de problemas intestinais. Passou por três hospitais e retiraram-lhe quase meio quilo de haxixe em bolotas.

O homem, de 38 anos, terá regressado de uma saída precária a 23 de agosto. Porém, apenas no dia 31 se queixou às autoridades prisionais. Disse que estava com prisão de ventre e dores intestinais. O recluso foi levado às urgências do Hospital de Santarém onde lhe detetaram vários corpos estranhos no organismo. Porém, como testara positivo à covid-19 teve de ser transferido para o Hospital de São José, em Lisboa. Foi sujeito a uma intervenção cirúrgica e depois logo transferido para o Hospital Curry Cabral, também em Lisboa.

Segundo apurou o JN, foram retiradas do seu organismo 38 bolotas de haxixe com um peso aproximado de 420 gramas. O recluso encontra-se "clinicamente bem e a recuperar", informou fonte oficial da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

PUB

Produto encaminhado para análises

A DGRSP não confirmou a quantidade de estupefacientes retirada do organismo do recluso mas adiantou que o produto "foi encaminhado para o laboratório da Polícia Judiciária" e "foram feitas as comunicações devidas ao tribunal", como decorre do legalmente previsto.

O organismo que supervisiona as prisões acrescentou que "no âmbito do trabalho quotidiano de prevenção e combate à entrada e circulação de produtos e bens ilícitos em contexto prisional, suspeitou que um recluso, no momento do regresso de saída jurisdicional, poderia estar a tentar introduzir no Estabelecimento Prisional de Alcoentre produtos ilícitos que trazia dissimulados no seu organismo".

Foi então conduzido a um hospital e sujeito a exames radiológicos que confirmaram a suspeita, "tendo havido necessidade clínica de intervenção cirúrgica para extração de produtos que se presumem estupefacientes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG