Caxias

Recluso salta três redes mas é capturado junto ao Tejo

Recluso salta três redes mas é capturado junto ao Tejo

Um recluso espanhol tentou evadir-se do Estabelecimento Prisional de Caxias esta quinta-feira à tarde, mas acabou detido junto ao rio Tejo. O homem saltou três redes, uma delas com cinco metros de altura.

Um recluso de nacionalidade espanhola saltou três redes e evadiu-se, esta quinta-feira à tarde, da cadeia de Caxias. Mas, cerca de meia hora depois, acabaria por ser capturado, numa urbanização situada entre a prisão e o rio Tejo.

O homem, com cerca de 40 anos e boa forma física, estava no pátio da cadeia e conseguiu ultrapassar a primeira rede, com cerca de cinco metros de altura, sem ser avistado pelo guarda prisional que estaria na torre de vigia mais próxima.

No entanto, o fugitivo acabaria por ser visto numa das duas restantes redes, no lado sul da cadeia. Dado o alerta, vários guardas prisionais dirigiram-se para fora da cadeia. Também no exterior, o recluso ainda desceu uma encosta e atravessou um canavial, mas, ao entrar numa urbanização, junto ao Tejo, já tinha vários guardas à sua espera, que o capturaram.

Uma fonte prisional contou que o homem se tinha lesionado num membro inferior, ao que tudo indica, quando saltava uma das redes.

Ainda segundo as informações recolhidas pelo JN, o recluso é um indivíduo cuja detenção envolveu a Interpol e que está em prisão preventiva, por crimes contra o património. A tentativa de fuga desta quinta-feira não foi o seu primeiro problema de indisciplina na cadeia.