Exclusivo edição impressa

Rede vende explosivos a claques da seleção e dos três grandes

Rede vende explosivos a claques da seleção e dos três grandes

Nove indivíduos, entre os quais um segurança do estádio do F. C. Porto e um socorrista da Cruz Vermelha, foram detidos pela PJ por fabrico e venda ilegal de artigos pirotécnicos.

Há suspeitas de fornecimentos de petardos e tochas de fumo a claques do F. C. Porto, Benfica e Sporting, entre outros clubes, e da seleção nacional, mas, para já, a operação policial atingiu de forma mais direta a claque do Sporting de Braga, a única que foi alvo de buscas.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Outras Notícias