O Jogo ao Vivo

Facebook

Revelou preferências sexuais de ex-companheira nas fotos do Facebook

Revelou preferências sexuais de ex-companheira nas fotos do Facebook

Está acusado de ter entrado no perfil e na conta de email de uma enfermeira, publicando ali mensagens de cariz sexual e enviando emails difamatórios em nome da vítima.

Um engenheiro eletrotécnico, com residência em Castelo Branco e antecedentes por pirataria informática, acaba de ser acusado de um crime de acesso ilegítimo.

Após investigação da Diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ), o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra acusou o arguido, de 26 anos, de ter conseguido aceder, em outubro de 2013, às palavras-passe do perfil de Facebook e de uma conta "hotmail" da vítima. A acusação não dá indicações sobre a motivação e uma fonte policial afirmou ao JN que não havia, no momento dos crime, ou antes, uma relação entre o engenheiro e a enfermeira, que têm idades aproximadas.

O suspeito também alterou as credenciais de acesso no email e no Facebook da vítima. Depois, legendou fotografias dela, no Facebook, com referências às suas alegadas preferências sexuais e enviou emails difamatórios para os contactos da enfermeira. A PJ confirmou a identidade do arguido através dos endereços de protocolo de internet a partir dos quais foram feitos acessos às contas da vítima.

O crime de acesso ilegítimo é punível com multa ou prisão até três anos e o DIAP deu dez dias à vítima para se constituir assistente e deduzir acusação particular pelo crime de difamação contra o engenheiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG