Lamego

Revólver de homicida de Lalim encontrado junto ao cadáver

Revólver de homicida de Lalim encontrado junto ao cadáver

O revólver que o homicida de Lalim usou para matar a ex-mulher e para se suicidar a seguir já foi encontrado pelos inspetores da Polícia Judiciária de Vila Real. Estava junto ao cadáver do indivíduo encontrado este sábado, na floresta.

O corpo do homem que a 14 de agosto matou a ex-mulher e feriu uma amiga dela foi encontrado a cerca ede um quilómetro do local do homicídio. Estava em avançado estado de decomposição, o que dificultou o trabalho de inspeção judiciária efetuado pelos investigadores.

A própria zona onde estava o homicida também complicou a tarefa dos inspetores. A fraga onde foi localizado é de difícil acesso e tinha giestas de quatro metros de altura. Toda a vegetação teve de ser removida para permitir o trabalho de inspeção e remoção do cadáver.

O corpo foi encontrado por moradores de Lalim, que, em concertação com a PJ, decidiram "bater" a zona à procura do homem. Tal como a PJ de Vila Real, aqueles moradores acreditavam que Henrique Carvalho se tinha suicidado não muito longe do local do homicídio. Mal o visualizaram, telefonaram aos inspetores que foram ao local e confirmaram tratar-se do cadáver do tão procurado homem.

Este sábado, a PJ anunciou a descoberta do corpo do homicida.

"Foi localizado, no dia de hoje, o corpo do presumível autor do homicídio ocorrido no passado dia 14 de agosto na freguesia de Lalim, em Lamego", anunciou este sábado a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real

A PJ explica que "os indícios recolhidos pela Polícia Judiciária, até ao momento, apontam no sentido de que o indivíduo em causa se tenha suicidado pouco tempo após o cometimento do homicídio".

No dia 14, Ana Maria Melo, 56 anos, seguia a pé para a fábrica de enchidos onde trabalhava quando foi atingida com pelo menos cinco tiros pelo ex-marido. Uma amiga, de 37 anos, ainda foi atingida de raspão na perna e foi assistida no hospital. Desde então, as autoridades realizaram buscas para encontrar o suspeito, Henrique Carvalho, de 62 anos, considerado perigoso.

Outras Notícias