Exclusivo

Rivalidades urbanas fazem aumentar crimes praticados por grupos

Rivalidades urbanas fazem aumentar crimes praticados por grupos

As autoridades registaram, no ano passado, 4997 participações de crimes praticados por grupos, a maioria dos quais nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto.

O número é superior ao de 2020 (mais 359 casos), mas inferior ao do último ano pré-pandemia, quando se registaram 5215 queixas. Os suspeitos têm, sobretudo, entre 15 e 25 anos, um vasto histórico criminal e ligações a um bairro, grupo musical ("geralmente hip-hop ou drill") ou escola em comum, com alguns a poderem ser mesmo classificados como gangues.

A informação consta do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2021, divulgado ontem, e confirma o que já faziam intuir vários homicídios ocorridos no ano passado no âmbito de rixas noturnas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG