O Jogo ao Vivo

Conselho Superior

Rosário Teixeira excluído da lista de promoções no Ministério Público

Rosário Teixeira excluído da lista de promoções no Ministério Público

O procurador da República Rosário Teixeira, que dirigiu o inquérito da Operação Marquês, foi esta quarta-feira excluído da lista de 35 novos procuradores-gerais adjuntos, por deliberação do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP).

Fonte do processo indicou que Rosário, o ativo do MP muito experiente na investigação da corrupção, ficou em 39.º lugar, entre 63 candidatos, no concurso para o topo da carreira.

PUB

Outro caso foi de José Góis Nunes, coordenador do MP no Tribunal Judicial de Lisboa, que ficou em 42.º lugar.

Rosário e Góis reclamaram da lista provisória, que os classificara em 34.º e 45.º lugares (como o JN avançou a 3 de abril), mas o primeiro desceu ainda cinco lugares e o segundo subiu apenas três.

Ao JN, o presidente do Sindicato do MP, Adão Carvalho, lamentou que magistrados com provas dadas sejam preteridos por outros que estiveram ou estão em comissões de serviço: "Os procuradores-gerais adjuntos são para trabalho na Relação, não para comissões de serviço".

A direção do sindicato vai reunir-se para decidir como reagir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG