Crime

Prisão preventiva para assaltantes que roubaram 400 mil euros no Porto e Braga

Prisão preventiva para assaltantes que roubaram 400 mil euros no Porto e Braga

Ficaram em prisão preventiva os quatro homens detidos este sábado de manhã detenção de quatro homens, pela prática de 10 crimes de roubo com recurso a armas de fogo, em concelhos do Porto e de Braga.

A Polícia Judiciária esclareceu, esta manhã, em comunicado, que os suspeitos, com idades entre os 31 e os 50 anos, se apropriaram "de cerca de 400 mil euros" e que os factos ocorreram entre março de 2019 e esta sexta-feira, quando foram detidos. Três deles já tinham antecedentes criminais.

"Os detidos atuaram sempre com grande violência sobre as vítimas, com recurso a armas de fogo, que não hesitavam usar, tendo, em mais de uma ocasião, feito diversos disparos", sublinhou a PJ.

Seis desses crimes corresponderam a assaltos a carrinhas e a pessoas que levantavam dinheiro em caixas multibanco. Os restantes consistiram em abordagens, no exterior dos bancos, a cidadãos que ali se deslocavam para fazer depósitos.

O último assalto, na sexta-feira, aconteceu na Senhora da Hora, em Matosinhos. Os arguidos "foram detidos poucos momentos depois, ainda na posse da quantia de 30 mil euros, que tinham acabado de roubar à vítima, e de uma arma de fogo", esclarece a nota.

Segundo a PJ, três dos arguidos abordavam as vítimas, enquanto o outro ficava a vigiar.

Buscas realizadas durante sexta-feira permitiram recuperar mais de 15 mil euros em dinheiro proveniente de anteriores assaltos, roupa usada pelos arguidos e outros elementos de prova. Foram também apreendidos seis automóveis utilizados nos diversos assaltos.

PUB

Outros Conteúdos GMG