Premium

Ruas alcatroadas para beneficiar casas de amigos

Ruas alcatroadas para beneficiar casas de amigos

O Ministério Público acusa Hermínio Loureiro e autarcas de Oliveira de Azeméis de esquema com empreiteiro para favores políticos. Os contratos públicos foram celebrados só depois das obras feitas

Dezenas de obras de pavimentação de estradas e arruamentos em Oliveira de Azeméis terão sido feitas e pagas pela autarquia com o objetivo de beneficiar casas de amigos e garantir apoios na política. Vários destes casos são descritos pelo Ministério Público (MP) na acusação contra o ex-autarca Hermínio Loureiro, o seu ex-secretário, José Francisco Oliveira ("Zito"), um vereador e um diretor do departamento de obras, por crimes de corrupção, peculato, falsificação de documentos, prevaricação e abuso de poderes, no processo Ajuste Secreto.

De acordo com a acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal do MP de Santa Maria da Feira, ao mesmo tempo seria beneficiado um amigo empresário, dono da Paviazeméis. Primeiro, eram feitas as obras, apenas com compromisso de "boca" dos autarcas. Mais tarde, eram forjados os procedimentos de contratação pública destinados aos pagamentos.