Exclusivo

Rui Rangel usou cartas de condução estrangeiras para safar multas

Rui Rangel usou cartas de condução estrangeiras para safar multas

Ex-juiz deu nomes de cidadãos de Marrocos e do Equador às autoridades para não pagar contraordenações de 360 euros e evitar ficar sem carta.

O ex-juiz desembargador Rui Rangel, acusado com outras figuras mediáticas, como Luís Filipe Vieira, José Veiga ou o ex-presidente da Relação de Lisboa Vaz das Neves, de crimes de corrupção, abuso de poder, recebimento indevido de vantagem, usurpação de funções e fraude fiscal, também vai responder por falsificação de documento. Terá usado cartas de condução de cidadãos estrangeiros para se safar de multas de trânsito. O seu advogado, Santos Martins, também arguido e tido como o seu testa de ferro para receber dinheiro de proveniência ilícita, era quem arranjava as identidades alheias, através de um jurista espanhol.

Nunca estiveram sequer em Portugal, mas, para todos os efeitos legais, o marroquino Mokaddem Abdelmohssine e o equatoriano Cristian Andres Serrano eram os condutores dos potentes BMW X6 e Range Rover de Rui Rangel, quando os veículos foram apanhados em excesso de velocidade, em três ocasiões, na zona da Grande Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG