Anadia

Seis anos de prisão para homem que abusou de dois menores

Seis anos de prisão para homem que abusou de dois menores

O Tribunal de Aveiro condenou a seis anos de prisão um homem de 27 anos por ter abusado sexualmente de um sobrinho de cinco anos e de um rapaz de 13 anos, sem qualquer relação de parentesco.

Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente disse que o tribunal deu como provados todos os factos que constavam da acusação.

A favor do arguido pesou o facto de ter assumido "a quase totalidade dos factos praticados" e de ter pedido desculpa às vitimas, além de não ter antecedentes criminais.

O arguido foi condenado a uma pena única de seis anos de prisão em cúmulo jurídico por 15 crimes de abuso sexual de crianças.

A pena parcelar mais grave é de quatro anos e três meses de prisão, situando-se a moldura do concurso entre este limite mínimo e os 20 anos e 11 meses de prisão.

Além da pena de prisão, terá de pagar cinco mil euros de indemnização a cada uma das vítimas e não poderá assumir a confiança de menores e exercer profissão cujo exercício envolva o contacto regular com menores pelo período de seis anos.

O arguido, um técnico florestal, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro em junho de 2019.

Na altura, a PJ referiu que os factos criminosos ocorreram no concelho de Anadia, tendo os abusos sexuais sido consumados na casa onde o arguido habita com os pais.

O arguido vai continuar em prisão domiciliária até se esgotarem todas as possibilidades de recurso.